O que fazer em Viena: as trilhas de Kahlenberg

1

Eba! A Plot voltou e, com eles, voltou também a minha pequena contribuição para a página com a coluna Grüß Gott! Desde que me foi proposto o desafio já se vai quase um ano cheio de experiências e desafios e, neste retorno, procurarei dividir com vocês muitas experiências que tive, locais famosos da Áustria, outros nem tanto, a vida aqui, o que fazer em Viena etc.

Hoje, recomeço a jornada falando sobre um local que você, provavelmente, nunca ouviu falar e dificilmente estaria no seu roteiro de viagem a Viena: as montanhas em seu entorno! Especificamente, gostaria de apresentar para vocês a belíssima Kahlenberg.

O que fazer em Viena

Vista de Kahlenberg | Imagem: Lucas Alencar

Kahlenberg fica ao norte de Viena, no topo de uma montanha e pode ser facilmente vista de grande parte da cidade, se destacando pela sua igreja. Lá em cima, além da citada Igreja, há restaurante, café, hotel, e até uma universidade, que conta com uma piscina com vista para a cidade! A cidade pode ser alcançada por dois principais meios: trilha ou de transporte público. A trilha tem início no final da linha do tram (bonde) D, estação Nußdorf (atenção: é a última parada, não a penúltima com nome similar!). De lá, a trilha vai até o topo da montanha e continua por um outro percurso até voltar a estação inicial, com um total de 11km. Já pelo transporte público, o acesso é feito pelo ônibus 38A sentido Kahlenberg, que será a última parada onde você deve descer. Normalmente, entra-se no ônibus na estação Heiligenstadt (linha U4 do metro).

Pessoalmente, eu recomendaria a quase todos o uso da trilha, a única exceção àqueles que possuem algum tipo de problema de locomoção. De resto, a todos, sejam sedentários, mais velhos, seja quem for, vá pela trilha. Apesar de parecer longa, ela é bem tranquila de se fazer. Eu estou muuito mais para um sedentário do que um esportista, e consegui! Claro, você vai cansar, mas não tem problema, a trilha é em grande parte asfaltada e possui diversos bancos para se sentar, muito deles com vistas fantásticas da cidade, ou das vinícolas.

Vinícolas? Sim, a região por volta de Viena é nacionalmente (e até “continentalmente”), conhecida pelos seus ótimos vinhos e vinícolas (ainda escreverei mais sobre as deliciosas Heurigens, ou vinícolas da Áustria). Além disso, durante o caminho há algumas fontes para reabastecer sua garrafinha d’agua. Para informações do caminho, há um guia com explicação online e durante o percurso há diversas placas sinalizando o caminho (estará escrito “Stadtwanderweg 1”).

O que fazer em Viena

Vinícolas no caminho… | Imagem: Lucas Alencar

A minha dica é reservar o dia todo para curtir o passeio com calma, mas vale saber que, em média, são gastas quatro horas para completar o trajeto. Há diversas possibilidades de roteiro, dependendo do objetivo do passeio, do horário e época do ano. Por exemplo, eu recomendaria curtir bem as paisagens, parar para tomar um bom sorvete ou um café no topo, se tiver crianças há a possibilidade de fazer arvorismo no percurso. Além disso, durante o verão/outono há muitas vinícolas abertas, então, vale a parada para um bom vinho e uma refeição leve, ou até mesmo, ir um pouco mais tarde, ver o fim do dia e ainda curtir a Mayer am Nussberger, uma Heurigen (vinícola) que abre no verão e conta com DJ e um bom clima para relaxar.

Enfim, Kahlenberg é uma ótima opção que, normalmente, não é inclusa nas listas do que fazer em Viena, mas  ainda assim é imperdível!

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Lucas Alencar

Recifense de nascimento, mas ainda procurando qual o seu lugar no mundo. Formado em Administração, abriu mão de Trainees e outros começos mais tradicionais no mercado de trabalho para estudar em Viena e seguir o seu sonho.