Cinque Terre é Penta

0

Casinhas coloridas. Quem não gosta? Elas estão lá, juntas do sorvete de limão, do Mussum e de vira-latas simpáticos no Panteão das Coisas Universalmente Adoradas. Pois essa era a primeira imagem que me aparecia quando pensava em Cinque Terre. E para minha feliz surpresa, casinhas coloridas são somente a ponta de um iceberg de história, beleza natural e charme – muito charme.

A frieza e eficiência de seu nome, “Cinco Terras”, nos conta precisamente que são uma sequência de cinco vilas a beira-mar. Com um tiquinho assim de Google e Lonely Planet, sabemos que estão incrustadas em morros de pedra entre pequenas hortas e parreiras de vinho. Mas falha, propositalmente, em dar alguma dica do charme particular de cada uma delas.

Cinque Terre

Sem dúvida a maior avenida de todas Cinque Terre | Foto: Fábio Lattes

Existe a mais chique, a mais turística, a mais gastronômica, a mais praiera, a mais simpática. E eu prefiro embaralhá-las e deixar que você dê o seu carimbo entre um Spritz e um mergulho no mar. Provavelmente você vai achar outras definições. E essa é a graça. Não é o que você vê em cada Terre, mas a impressão que se sente ao andar por elas.

Cinque Terre

Pelas ruas de Corniglia, uma das Cinque Terre | Foto: Fábio Lattes


É natural concluir que vilas a beira mar peçam sol brilhando e céu azul. Mas todos os adjetivos que carimbei acima funcionariam muito bem em um dia frio. Mesmo no calor de Agosto (férias coletivas + verão = um país inteiro usando Havaianas), era fácil me imaginar curtindo as ruelas coloridas e vistas incríveis vestindo uma jaqueta pesada ao invés do peito cabeludo que ostentei nessa visita.

A versatilidade do charme de Cinque Terre vai além até do seu próprio nome. Claro que um país com dois pratos por refeição, sem contar sobremesa, não ia limitar Cinque Terre a de fato cinco lugares. Existe uma sexta terra, Portovenere, igualmente charmosa. Infelizmente não pude visitar, mas sem dúvida vale a visita e o seu carimbo de adjetivo.

Cinque Terre

Mergulho à vista | Foto: Fábio Lattes

Você pode explorar cada uma delas de trem, barco ou carro, com opções de caminhar entre elas (se a passagem estiver aberta) ou pedalar por suas trilhas. Até passeios de bike elétricas são uma opção, já que ladeiras são tão comuns quanto vistas incríveis para o Mar da Ligúria.

Cinque Terre

Riomaggiore dando tchau. Ou melhor, até logo | Foto: Fábio Lattes

É como um ótimo restaurante, cujo cardápio vale ser conhecido por inteiro. Pelo menos para você ter certeza de qual é seu prato favorito. E como se trata de cozinha italiana, é bem difícil da comida ser ruim.

//Quer escrever para a Plot?
Escreva pra gente no contato@mundoplot.com.br contanto a sua história ou dica, que entramos em contato para combinar os próximos passos! :)

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Fábio Lattes

Um franco-campineiro se aventurando nesse mundão em cima de um teclado. Autor da coluna Ciao!, onde conta sobre suas experiências em Turim, na Itália.