Descobrindo a Áustria –Burgruine Duernstein

0

Quando cheguei aqui, há um ano, conhecia o mesmo que a maioria: Viena, por ser a capital, e Salzburgo, pelo filme da Noviça Rebelde e seu posicionamento no meio dos Alpes Austríacos. O que será mais que teria neste pais, relativamente pequeno, que poderia me encantar? Pois um ano após minha chegada e com, pelo menos, mais um para ir, já tenho uma certeza: Tem muito a oferecer! Tanto que não conseguiria escrever em um só post e, por isso, escreverei sobre alguns dos mais incríveis lugares que visitei em diversos. Para começar, Duernstein e suas ruinas.

Duernstein é um pequeno vilarejo que fica no Estado da Baixa Áustria, na região da cidade de Krems, cerca de uma hora de Viena, e que tem belas ruinas no topo de sua montanha, com muito valor histórico. Para chegar ao vilarejo existem três possibilidades: carro, ônibus ou barco, mas eu não poderia nem explicar como usar os dois primeiros meios, pois o passeio de barco até lá é imperdível e nunca procurei saber sobre carro ou ônibus! O barco pode ser pego em Viena mesmo, o que levaria a uma viagem um pouco mais longa até o seu ponto final, ou saindo de Krems, que ainda sim renderia um lindo passeio pelo Rio Danúbio com suas montanhas, vilarejos e campos de uva (para produção de vinho). Esse sem dúvida é o primeiro grande ponto da viagem!

Chegando ao seu destino, já se depara com um lindo vilarejo, típico de beira do Danúbio e com história para contar. De começo passeie pela beira do rio, pelas coloridas e floridas casas e repare nas marcas na parede, com medições de altura. Essas medições representam as muitas enchentes que a cidade sofreu e sofre, afinal a última não faz mais do que cinco anos. Cada marca uma história, que vale a pena perguntar a locais sobre elas e as dificuldades de morar tão perto deste belo rio.

Foto 2 (1)

O passeio continua montanha acima, passando por uma trilha muito leve, que dá para ser feito por todos, sem exceção! Durante o caminho, os personagens históricos que tiveram participação na história da região e que tem ligação com as ruinas aparecem, de maneira que enquanto você realiza a caminhada até o local desejado, você vai conhecendo mais e mais da história e não percebe o tempo passando. Admito que não lembro a história por completo, mas as ruinas são do tempo das cruzadas (cerca de 1200), e foi o local onde o Rei Richard I foi mantido como prisioneiro pelo Duque da Áustria, Leopoldo V. O local foi destruído em uma guerra quase meio século depois. Para mais detalhes, façam a trilha e leiam as plaquinhas com a história completa!

No topo se vê uma ruina de verdade, do jeito que foi deixada e sem muito trabalho de restruturação. Ainda assim, as ruinas são bonitas e interessantes, mas ainda melhor são as vistas de lá. Olha, sei que não deve ser fácil ficar de cativeiro em um local tão apertado e escuro, mas que o Rei tinha uma bela vista, isso ele tinha. Para qualquer lado que se olha, se ver beleza, natureza, um visual deslumbrante. Eu estive lá o alto do outono, meio de outubro, e recomendo. A coloração das arvores dão um toque especial a toda a obra, mas imagino que seja tão bonito quanto no Inverno, coberto de neve, ou na primavera.

 

Foto 3

Ao voltar para o vilarejo, ainda se surpreende com a delicadeza, simplicidade e beleza do local. Definitivamente vale uma refeição típica austríaca por um dos restaurantes do local, saboreada com um bom vinho branco local! Em geral, é um passeio para se gastar o dia, se fazer devagar e ir curtindo. Duernstein é, sem dúvidas, um dos lugares mais bonitos que já visitei! Dicas extras: Essa visita pode ser sucedida por uma visita a Melk, um grandioso monastério perto. Ainda assim, recomendaria um dia inteiro para Duernstein e o passeio de barco, e meio dia para o Monastério (escreverei mais a respeito em posts futuros!). Ou ainda, parar em um dos vilarejos para dormir, e aproveitar para curtir uma boa vinícola! A região é repleta de produções de vinho, com destaque para vinhos brancos, verdes e outros mais exóticos. Vale a pena a degustação e sai baratinho!

 

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Lucas Alencar

Recifense de nascimento, mas ainda procurando qual o seu lugar no mundo. Formado em Administração, abriu mão de Trainees e outros começos mais tradicionais no mercado de trabalho para estudar em Viena e seguir o seu sonho.