O Forno – A deliciosa Sevilha servindo à mesa

0

O Forno  – A deliciosa Sevilha servindo à mesa

Sabe quando você abre o forno para checar o bronze do frango que toma uma sauna para alegrar seu domingo? E ele esparrama seu perfume delicioso com uma baforada quente e úmida no seu rosto?

sevillaPelas ruas de Sevilha

Pois então. Agora imagine que a cada vez que você checasse seu frango, alguém te oferecesse um primo do nosso chopp gelado, a 1 Euro e pouco. Acompanhando de uma tapas por quatro.
2
Caña, o primo do nosso chopp, no seu habitat natural: um bar de tapas

Ou que este forno tivesse uma arquitetura linda, uma fusão do mundo Árabe com o Cristão.

 

uniaoA união de dois mundos. Arco mouro emoldurando a maior catedral gótica do planeta

Que tivesse ruas charmosas, talentosos músicos de rua e lojinhas simpáticas. Que ostentasse o palácio mais lindo que você já viu na vida – e também no Game of Thrones.

original_url: F767190B-E6A6-4820-A3E6-235B8893BCEE

O maravilhoso Palácio Alcazar. “Versailles who??”

Certamente você dedicaria a ele mais que um almoço de domingo. No mínimo, uns 3 dias. Para passear com calma. Para reparar na variedade dos desenhos e cores dos mosaicos onde ele se apóia. Para esperar a noite chegar e se perder de propósito por suas ruinhas tortas e avenidas largas. Gastando seu portunhol enquanto toma tabefes de sabor de miniaturas de banquetes.
A chegada da noite não refresca como uma jarra de sangria, mas te ajuda a tomar alguns bons copos sentado numa mesa na calçada. E é por ela que a Espanha de pôsteres e capas de guias de viagem se ilumina.
Andando por suas ruas, um casal de dançarinos de Flamenco se revezava num pequeno tablado de madeira, acompanhados do mais espanhol dos violeiros. Uma antiguíssima arena de touros ascendia o amarelo de suas paredes. Presuntos curados se penduravam do teto de bares e restaurantes, escutando a discussão acalorada do dia.
O que borbulha neste forno – sua rica história, cultura, tradição – enche prazerosamente nossos olhos e narinas, dando o inevitável apetite para que este almoço de domingo não acabe tão cedo.

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Fábio Lattes

Um franco-campineiro se aventurando nesse mundão em cima de um teclado. Autor da coluna Ciao!, onde conta sobre suas experiências em Turim, na Itália.