O trajeto de barco de Manaus a Belém leva pouco mais de 4 dias e percorre, quase o tempo, o Rio Amazonas, que é o maior do mundo.  O percurso é realizado principalmente pela população local, que prefere a opção marítima em detrimento à aérea por diversas razões: orçamento, excesso de bagagem, medo de voar e tantas outras, que você poderá descobrir nas conversas com seus vizinhos de rede ao longo da viagem – quem optar por se hospedar no espaço coletivo da embarcação deve levar sua própria rede e cordas para prendê-la. E, mesmo quem optar pelas acomodações privativas (existem opções com ou sem suíte), pode desfrutar das áreas sociais, que não são muitas já que o barco fica praticamente todo ocupado por pessoas e cargas, ou nas espaços para refeição (são servidos – e cobradas a parte – café da manhã, almoço e jantar, além de snacks para as horas vagas).

O aspecto cultural é sem dúvida o ponto alto da experiência, que não se restringe à oportunidade de conhecer pessoas, ouvir histórias e ver os vilarejos ribeirinhos que passam pelo caminho, mas as paisagens – como a Ilha de Marajó, que tem o tamanho do estado do RJ – e os espetáculos naturais, como a aparição de animais e os nasceres ou pores do sol, desde que São Pedro contribua, são mais motivos que fazem a jornada valer a pena.

Mas, fica o alerta: se você é do tipo que precisa de um nível mínimo de limpeza e saneamento, vale reconsiderar. Se optar pelas acomodações com banheiro compartilhado, que são mais em conta, precisará dividir o banheiro e a área de dormir com bastante gente. E, mesmo que você decida investir em um banheiro para chamar de seu, prepara-se para se banhar e escovar os dentes com água que vem diretamente do rio. Também é o caso de pensar duas vezes antes de embarcar nessa experiência se você é daqueles que não consegue passar muito tempo sem fazer nada. Imagine que, embarcado por quatro dias, com paradas de pouco mais de uma hora, você não terá muito mais com que se ocupar, além de fazer novos amigos – o que, na nossa opinião, é bem diferente de não fazer nada.

Quer viver essa experiência? Planeje sua viagem com a Plot. Clique aqui e conheça mais sobre os nossos serviços ;)

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário