Servus!

1

Servus! Tá, mas o que é isso? Servus é uma palavra muito usada na região da Bavária, na Alemanha. Ela não é uma palavra do idioma alemão, e sim do dialeto bávaro e serve para dizer “oi” e “tchau”, assim como o famoso “ciao” do italiano. Morando por aqui, é impossível não adotar essa palavra para o seu dia a dia. Mas espera… quem sou eu mesmo? Onde eu moro? E por que eu estou contando isso à vocês?

Sou uma brasileira que é apaixonada por viajar por esse mundão, que já morou em 5 países inclusive no Brasil e que fala 5 idiomas, um deles sendo o louco do alemão. Vim parar na Alemanha depois de casar com um alemão e descobri que os alemães têm coração e são capazes de amar. Moro em Munique há mais de 3 anos e aprendi que nesse país não tem só cerveja, salsicha e batata para oferecer.

Há 4 anos moro fora do Brasil, tempo esse de grande crescimento pessoal, de descobertas e aprendizados. Vi e fiz de tudo um pouco, aprendi alemão (depois de muito chororô), descobri que a Suíça não é o meu lugar, que cerveja pode ser boa, que babata não é só frita, doce ou cozida, que existem mais de 1000 tipos de salsichas, e que homens alemães choram e não têm vergonha disso.

Hoje busco a cada dia aprender um pouco mais sobre os alemães e sua cultura, e quando acho que já sei de tudo, me impressiono com algo mais. Descubro em casa todos os dias que no final das contas, as diferenças culturais não importam, somos todos seres humanos em busca do mesmo objetivo: a felicidade, esteja ela onde estiver.

Em 2011 sai do Brasil para estudar meu mestrado em Relações Internacionais em Genebra, na Suíça, por um ano. Nesse meio tempo um certo alemão decidiu que 4 idiomas para mim não eram o suficiente, e decidiu me pedir em casamento e me levar embora para seu país e aprender o seu idioma.

E foi aqui na Alemanha onde finalmente achei o lugar onde decidi ficar, e onde além de amor e felicidade, também encontrei respeito, gentileza, educação e honestidade. Descobri que aprender alemão é possível, só depende do seu grau de paciência e persistência; não tenho o primeiro, mas tenho o segundo de sobra e portanto compensou.

Histórias para lá e para cá, a partir de agora passo a dividir algumas delas com vocês aqui no Mundo Plot. Ahhh, comentários são mais que bem-vindos.

Sevus!

 

//Quer escrever para a Plot?
Escreva pra gente no contato@mundoplot.com.br contanto a sua história ou dica, que entramos em contato para combinar os próximos passos! :)

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Allane Milliane

Apaixonada por viajar, mergulhar e por Fórmula 1, adora ler um bom livro, não dispensa uma taça de vinho e um macaron. Não se cansa de observar a cultura alemã e conta tudinho sobre suas viagens e sua vida na Alemanha no seu blog Packing my Suitcase, e a partir de agora também aqui no Mundo Plot.

1 Comentário

  1. Pingback: repliche orologi cartier tortue