Só um relato de quem vai só

0
A coluna “Eu vou sozinha” está aqui para quebrar o tabu e inspirar as mulheres a saírem por esse mundo sozinhas – seja para desbravar, para se conhecer, para sair da zona de conforto ou só porque não conseguiu uma companhia para as férias. Vamos entrar na corrente por um mundo mais aberto e respeitador em que todas nós possamos transitar sem esquentar a cabeça! Hoje, só um relato de quem vai só por Amanda Breslau.

“Nas minhas viagens que fiz sozinha não foi incomum ouvir coisas como “Nossa! Mas você tá viajando sozinha?”, “Nossa! Como você é corajosa…”, entre outros espantos, eu reconheço que o número de homens que viajam sozinhos ainda é maior que de mulheres, mas e dai?

Claro que muitas vezes eu tive medo, muitas vezes tive que escutar cantadas chatas, taxistas me interrogando se eu estava sozinha, pra onde ia… Sempre tem aquele medo de beber um pouquinho a mais (afinal, você acabou de conhecer seu “amigos”, não é?), rola também aquele medo de pegar carona, de fazer aquele passeio no meio do mato quando o guia é um homem e misteriosamente todos os outros turistas cancelaram, mas não é esse medo que vai me impedir de curtir minha viagem, não é o medo nem a falta de companhia que vai me impedir de conhecer lugares e pessoas incríveis! Claro, alguns cuidados precisam ser tomados sim! Mas meninas, não podemos abaixar a cabeça e permitir que o machismo nos faça escravas dele, não é assim, somos mulheres e temos direito de viajar sozinhas, com a roupa que quisermos, irmos pra onde quisermos, sem nos privarmos de nada!

Por muitas vezes fiquei com medo, como fico muitas vezes andando em SP ou até no ônibus, ou metrô. Mas também descobri pessoas dispostas a me ajudar, a dar carona , dar informação e até uma bolacha rs apenas por compaixão, e foi incrível perceber o quanto ainda existem pessoas assim, dispostas a ajudar com  o pouco que tem. Muitas mulheres morrem de vontade de viajar mas não o fazem por que tem medo, ai vai minha dica: se joga , de cabeça, somos mulheres e não dependemos de ninguém para realizar nossas vontades!”

Esse relato foi originalmente publicado aqui, escrito por Amanda Brelau , que autorizou a veiculação do mesmo em nossa plataforma. 

 

Outro post da autora aqui! <3

O que achou? Conta aqui pra gente :)

Compartilhe:

Sobre o autor

Plot

Consultoria de planejamento de viagens - para saber mais sobre nossos serviços, clique aqui. Navegue pelo nosso site para acompanhar nossa Expedição pelo sudeste asiático, se inspirar com histórias e dicas de viagem e acompanhar as colunas de nossos correspondentes mundo afora.